Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Skin Game

Blogue português escrito por uma profissional de farmácia e dedicado à dermocosmética.

Review: Esthederm Osmoclean Gentle Deep Pore Cleanser

esthederm.jpg

 

 

Tipo de produto: máscara de limpeza

Função: limpar impurezas e excesso de sebo

Ingredientes principais: nenhum em particular - explicação abaixo

Quando usar: 2-3x semana

Textura: creme

Embalagem: tubo de plástico

Quantidade: 75ml

Preço: 20€

Onde comprar: farmácias, Skin

 

Quem me vai seguindo já percebeu que me apaixonei por esta máscara desde que experimentei a primeira amostra. Contudo, e porque aqui a chave está na correcta utilização do produto, vamos primeiro dedicar-nos a isso. Esta máscara funciona por um método físico chamado osmose, em que as impurezas e sebo são captados pela máscara, o que implica que o método de utilização desta máscara é completamente diferente do habitual. Ponto importante #1: a máscara deve ser aplicada e trabalhada por zonas. Ponto importante #2: a máscara deve ser removida depois de cada zona ser trabalhada. E como é que se usa a máscara então? Deve aplicar-se uma noz de produto na área pretendida (testa, nariz, queixo, etc) e a máscara deve ser espalhada nessa zona através de movimentos circulares. Com os movimentos e a captação de impurezas, a máscara vai alterando a textura até que se transforma numa pasta branca quase seca e muito difícil de movimentar. Nessa altura a máscara deve ser removida. Se se quiser aplicar noutra zona do rosto, deve-se repetir o processo. A máscara não deve ter tempo de repouso, pois corre-se o risco das impurezas passarem de novo para a pele e isso tornar a máscara comedogénica.

 

Depois deste testamento todo, que é para ler obrigatoriamente, vamos lá então os resultados. Há cerca de um mês e meio que uso esta máscara e desde então praticamente não tenho tido borbulhas na testa (coisa que achava ser virtualmente impossível). Como devem imaginar, esta máscara não vai fazer milagres (se bem que eu considero ausência de borbulhas na testa como um), mas ajuda imenso a dar um boost extra à rotina. Uma outra vantagem é que, como o método é físico, esta máscara funciona muito bem em peles sensíveis e é um dos meus produtos preferidos para recomendar a grávidas com pele oleosa. Vai haver sempre uma vermelhidão associada ao facto da máscara ter de ser massajada no rosto durante algum tempo, mas é apenas vermelhidão transitória e não agressão à pele.

 

É uma máscara que dá trabalho usar, é uma máscara com um preço um bocadinho mais puxado do que o costume. Mas têm aqui a mau feitio do costume que é uma preguiçosa de primeira a dizer que vale cada cêntimo e que o trabalho que ela dá transforma-se em resultados.

Review: Kiehl's Midnight Recovery Concentrate

 

Tipo de produto: óleo nutritivo

Função: nutritivo, reparador, anti-envelhecimento

Ingredientes principais: óleo de lavanda, esqualano, óleo de onagra

Quando usar: à noite

Textura: óleo

Aroma: lavanda

Embalagem: vidro com conta-gotas

Quantidade: 30/50ml

Preço: 42/64€

Onde comprar: lojas Kiehl's ou loja online

 

Levanto aqui a mão em culpa começando esta review por dizer que, durante cerca de duas semanas, achei que este óleo não era nada de especial. Este é um daqueles produtos que precisa do seu tempo e dedicação para se verem os resultados, mas quando lhe damos hipótese ele não falha em cumprir.

Este é essencialmente o produto-ícone da Kiehl's, um óleo regenerador que se diz ser equiparável ao Advanced Night Repair da Estée Lauder, custando cerca de 2/3 do preço. Um óleo reparador e anti-envelhecimento que é adaptado a peles mistas a muito secas (não aconselho a peles oleosas porque ele pode ser comedogénico) e que ajuda a recuperar a elasticidade. Para quem gosta de produtos naturais, a fórmula deste óleo é 99.8% de origem natural.

Vamos ao que interessa: resultados. Como referi no início do post, no início não achei que fosse nada de especial. Não me interpretem mal, nunca achei que fosse mau, só achava que o preço não compensava os resultados. Por algum motivo, mesmo assim, deixei-me andar e continuei a usá-lo porque, quanto mais não fosse, era um bom óleo nutritivo e já o tinha em casa. Ao fim de duas semanas, o meu namorado vira-se para mim, depois de me fazer uma festinha na cara, e pergunta-me o que ando a fazer porque nunca viu a minha pele tão suave. Isto é dizer muito, porque eu já era beauty blogger antes dele me conhecer, por isso ele tem 4 anos de "Ana a experimentar coisas na cara". E isto é um facto, a minha pele tem estado suave e com imensa elasticidade desde que o uso (neste momento já tenho um mês e meio de testes).

Notem que eu uso este óleo apenas nas maçãs do rosto, uma gota em cada lado, pois tenho a zona T bastante oleosa e uso-o depois do meu sérum favorito (podem ler sobre ele aqui). Uma coisa que posso dizer que não é nada comum em mim com o uso de óleos é o facto de nunca ter ficado com borbulhas. Com óleos muito ricos tenho sempre tendência a ficar com uma ou outra borbulha interna, daquelas que doem a sério, e com este em mês e meio tive zero borbulhas. Presumo que seja do facto de ter óleo de lavanda na composição, que é um óleo que funciona muito bem como anti-inflamatório e antisséptico e com o qual me dou muito bem.

Conclusão: é um produto dispendioso? É, mas não acho que seja um produto caro para a fórmula que tem e para o que dura (mais uma vez, uso duas gotas por noite e elas são bem pequenas). Os resultados são claramente visíveis e a experiência de aplicação é super agradável porque é um óleo que não fica com um acabamento oleoso na superfície da pele.

*produto enviado pela marca

Review: La Roche-Posay Lipikar AP+ Stick

 

Tipo de produto: stick

Função: hidratar, acalmar

Ingredientes principais: manteiga de karité, madecassoside

Quando usar: durante o dia

Textura: stick

Aroma: inexistente

Embalagem: tubo com roda para fazer subir o produto

Quantidade: 15ml

Preço: 10€

Onde comprar: farmácias, Skin

 

Quem também tiver dermatite atópica sabe do que falo quando descrevo a chatice que é trabalhar numa mesa, com os cotovelos apoiados, quando se tem dermatite atópica nos cotovelos. Cada malha da camisola parece um atentado à concentração no trabalho e é frequente ficar completamente desconfortável. Foi por isso que, após uma longa luta interna prolongada com o "Ana Catarina, não precisas de comprar mais um produto que vais acabar por ter encostado em qualquer lado", lá comprei este stick. Foi a melhor coisa que fiz.

A ideia deste stick é substituir o movimento de coçar por um de hidratar e acalmar a pele. Não só temos a sensação de pressão na área afectada, o que ajuda a acalmar a vontade de coçar, como tem realmente ingredientes calmantes e nutritivos de forma a nutrir a zona e reduzir o prurido. Tudo isto, no meu caso, evitar-se-ia se eu fizesse o que devia e hidratasse devidamente a zona dos cotovelos diariamente após o banho - porto-me mal e só me lembro de o fazer quando o rei faz anos. Portanto se o vosso caso de dermatite atópica for complicado ou se forem preguiçosos como eu, este é um bom método para contrariar um pouco a tendência do eczema piorar.

Aquilo que me atrai particuarmente no produto é a portabilidade e a forma como é fácil aplicar. Geralmente tenho-o numa das gavetas na secretária e tiro sempre que acho necessário. Como não se sujam as mãos, a aplicação faz-se mesmo ali sentada à secretária e depois é só voltar ao trabalho, sem mãos sujas e muito mais confortável de forma instantânea.

Review: Sesderma Nanocare Gel de Higiene Íntima

Tipo de produto: gel de higiene íntima

Função: limpeza, hidratação

Ingredientes principais: ácido hialurónico, pantenol, extracto de bardana

Quando usar: no banho/duche

Textura: gel

Aroma: inexistente

Embalagem: plástico com doseador

Quantidade: 200ml

Preço: 12€

Onde comprar: farmácia, Skin

 

A quantidade de pessoas que ignora a diferença que um gel de higiene íntima pode fazer na sua vida por vezes espanta-me. É uma das minhas lutas constantes garantir que as pessoas estão cientes da diversidade de produtos que existe e que devem escolher o melhor para a sua situação (espreitem este post para mais informação).

Actualmente, o escolhido cá em casa é da Sesderma (o choque, haver coisas Sesderma cá por casa, ninguém estava à espera desta). Uma coisa de que muita gente se esquece é que a zona íntima é muito diferente do resto do corpo - até o próprio pH é diferente e é muito mais sensível a substâncias como fragrâncias. O ideal, na minha opinião, é optar por um gel sem fragrância, com pH adequado e que seja hidratante - isto porque a desidratação está muitas vezes na origem do desconforto nessa área.

Este da Sesderma reúne, para mim, todas estas características. Sou muito pouco dada a experimentação neste tipo de produtos, mas tinha recebido amostras e acabei por usar numa viagem - a diferença foi notória. Acabei por trocar para este eventualmente, embora permaneça fã do Isdin Woman Isdin (pior nome de sempre, mas é a antiga gama Velastisa).

Apostem num bom cuidado de higiene íntima, vão ver que compensa a curto e longo prazo. Além disso, dura eternidades, por isso é sempre um óptimo investimento.