Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Skin Game

Blogue português escrito por uma profissional de farmácia e dedicado à dermocosmética.

Review: Isdin Nutraisdin Perioral

nutraisdin_perioral_0.jpg

 

Tipo de produto: creme

Função: reparador da dermatite perioral

Ingredientes principais: pantenol, rosa mosqueta, ácido hialurónico, manteiga de karité

Quando usar: em SOS, 2-3x/dia

Textura: espessa

Embalagem: tubo de plástico

Quantidade: 15ml

Preço: 11€

Onde comprar: farmácias, Skin

 

Coisas que as mães e pais sabem: em altura de dentes há baba extra e há borbulhinhas vermelhas à volta da boca. Dito isto, a dermatite perioral não é exclusiva dos bebés, sendo até comum em algumas pessoas como reacção a pastas de dentes, e este produto pode ser usado por qualquer pessoa em qualquer idade.

 

A verdade é que não há muito a dizer sobre ele além de que é um milagre num pequeno tubo de plástico. Basta aplicar a primeira vez e começamos a ver melhoras de forma quase instantânea (que é como quem diz em 2 ou 3 horas) e com a aplicação contínua dá bem para controlar as crises. Se antes de ter filhos esta já era a minha escolha pelo feedback que tinha, agora então é obrigatória para qualquer casa.

 

A fórmula é segura para ser ingerida em pequenas quantidades (leia-se que se pode aplicar mesmo junto dos lábios, mas não é para despejar o tubo pela goela abaixo), fácil de espalhar (mesmo quando têm um bebé tonto como a minha que tenta logo comer-me os dedos e o creme) e eficaz. Não há muito mais a pedir em fórmulas deste género.

Review: Kiehl's Body Fuel Body Cleanser

BodyFuel_All-In-OneEnergizingWash_250ml_2000.jpg

 

Tipo de produto: gel de banho

Função: limpeza

Ingredientes principais: cafeína, mentol

Quando usar: no banho

Textura: gel

Aroma: mentol

Embalagem: plástico (com pump na versão de 500ml)

Quantidade: 75ml, 250ml, 500ml

Preço: 10-34€

Onde comprar: Kiehl's

 

Ando há muito na luta de convencer toda a gente à minha volta de que um bom gel de banho faz a diferença. Não só na questão da limpeza propriamente dita, mas também no facto de tornar um banho normal numa experiência com algo mais. Sim, eu ando toda pró-experiência, mas quando uma pessoa mal tem 10 minutos para tomar banho e pôr coisas na cara, tudo ajuda a tornar esses momentos escassos em algo bastante melhor. Aparentemente o meu marido concorda, já que este gel de banho é dele e existe actualmente cá em casa no formato de 500ml na banheira e de 250ml no saco do ginásio.

 

De acordo com o especialista neste produto cá em casa, uma das grandes vantagens deste gel de banho é o facto do aroma mentolado ser fresco, mas não em excesso (é muito fácil produtos mentolados serem "demais"). Ajuda-o muito a acordar e sentir-se fresco, sem no entanto parecer uma pastilha elástica ambulante. A textura é fluída e não necessita de ser trabalhada, coisa para a qual ele não tem paciência, espalhando facilmente e enxaguando de forma rápida.

 

É um daqueles produtos perfeitos para o "depois do ginásio" ou para quem toma banho de manhã, porque ajuda muito a tornar o banho num verdadeiro momento de prazer (e sinceramente acho que o nome "body fuel" não podia ser mais adequado, porque uma pessoa fica mesmo energizada).

Review: Nuxe Prodigieuse Boost Night Recovery Oil Balm

fichenew_FP-NUXE-Creme_prodigieuse_Boost-Baume_hui

 

Tipo de produto: creme hidratante

Função: prevenir primeiras rugas, hidratar

Ingredientes principais: esqualano, extracto de calêndula, óleo de macadâmia, glicerina

Quando usar: à noite, como último passo da rotina

Textura: bálsamo

Aroma: floral (jasmim, flor de laranjeira, magnólia, madeiras brancas, líchia)

Embalagem: boião

Quantidade: 50ml

Preço: 40€

Onde comprar: farmácias, Skin

Vou começar por dizer que é muito raro eu gostar de cremes de textura espessa, mas a verdade é que não me lembro de nenhum que tivesse adorado antes deste (mas a minha memória por vezes é de peixinho dourado, portanto não confio). Quem tem pele oleosa como eu, está habituado a recuar perante todo e qualquer boião que aparente ter uma textura mais espessa do que um gel-creme. Contudo, e queimem-me na estaca pelo que vou dizer, este creme cheirava tão bem que decidi usá-lo (não sou de ferro, está bem?). E olhem, ainda bem que o usei, porque passou a fazer parte da minha rotina.

 

A Nuxe Prodigieuse Boost é a gama de primeiras rugas da Nuxe. A marca falar-vos-á dos extractos de flores XPTO, mas a verdade é que olhando para a lista de ingredientes saltam logo dois ingredientes à vista: glicerina e esqualano, bem no topo da lista. Estes dois ingredientes são dos melhores hidratantes para a pele e, não justificando o preço do creme, sinceramente para mim são os ingredientes que fazem esta fórmula ser tão boa. Sejamos honestos, a Nuxe é uma marca relativamente cara e conseguem equivalentes em termos de fórmula noutras marcas. Contudo, e isto para mim é uma coisa que faz muita diferença, quem liga à experiência sensorial de aplicação dos produtos vai adorar a marca e achar que compensa cada cêntimo. E às vezes gostar da experiência é meio caminho andado para efectivamente ter uma rotina.

 

O produto tem uma textura em bálsamo, mas que se funde rapidamente em contacto com a pele, sem deixar resíduo gorduroso. No meu caso, uso-o nas zonas mais secas da minha pele (a zona das bochechas, principalmente), mas há que ter em conta que facilmente crio borbulhas nessa zona se o creme for o errado, coisa que nunca aconteceu com esta fórmula. Para mim isto é a grande vantagem deste hidratante, a fórmula é extremamente nutritiva, mas acho-a muito pouco comedogénica, coisa que não considero que seja muito fácil de encontrar pela experiência que tenho com este tipo de bálsamos.

 

No geral, este é para mim um dos meus hidratantes nutritivos favoritos, não só pela experiência de aplicação, mas efectivamente pela fórmula e pelo facto de ser nutritiva e compatível com peles mais oleosas. É o meu creme de noite para aqueles dias em que preciso de um extra de nutrição e em que preciso da experiência sensorial.

 

*produto recebido numa formação da marca

Produtos para queda de cabelo na mulher

drew-coffman-15RvXKOXM4U-unsplash.jpg

Existem várias situações na vida da mulher que podem levar a questões de queda de cabelo como o pós-parto, pós-menopausa, stress, perda de peso ou anemia, entre outras. Algumas destas são limitadas no tempo, mas outras são progressivas e podem ser complexas a nível psicológico. Assim, apesar de ser sempre necessário consultar um dermatologista nos casos crónicos, estas consultas podem demorar algum tempo e podem ser usados cosméticos e/ou suplementos até que se consiga ter a consulta.

Eflúvio telogénico no pós-parto e outras situações

O ciclo do cabelo passa por três fases: anagénese (fase de crescimento), catagénese (em que o folículo encolhe e deixa de ter ligação à corrente sanguinea e pára de receber nutrientes) e telogénese (em que o cabelo por falta de nutrição se solta do couro cabeludo e cai). Estas fases são cíclicas, mas podem haver alterações a este ciclo que alteram a quantidade de cabelos que está em cada fase do ciclo. O habitual é que apenas 10-15% dos cabelos se encontrem na fase telogénica, contudo os dois últimos trimestres da gravidez levam a que quase nenhum cabelo entre nesta fase. Isto significa que quando as hormonas estabilizam no pós parto, cerca de 2 ou 3 meses depois do nascimento, todos os cabelos que ficaram estagnados entram subitamente na fase telogénica, levando a uma queda difusa acentuada a que se chama eflúvio telogénico. Este tipo de queda muito acentuada e difusa pode também ter outras causas como stress intenso, doença prolongada, falta de ferro, medicação, problemas na tiróide ou perda de peso acentuada. Assim, é sempre importante ir ao médico e perceber qual poderá ser a causa. Contudo, visto que é habitual que consultas de dermatologia demorem, há coisas que se podem fazer enquanto a consulta não chega. Neste tipo de queda o ideal é garantir que o cabelo tem o aporte nutricional necessário, já que frequentemente a queda não pode ser travada.
No pós-parto esta queda costuma acontecer entre os 2 e os 6 meses após o nascimento e leva a que o couro cabeludo fique mais visível, a que exista uma queda muito notória de cabelo e no geral uma sensação de menos cabelo (ao prender o cabelo, é necessário dar mais voltas ao elástico, por exemplo).

Pré-champô: Phytopolleine da Phyto
Suplemento: Ecophane em pó ou Anacaps Progressive
Ampolas: Martiderm Hair System (spray), Lambdapil da ISDIN

Queda de padrão feminino

Esta queda está não só associada às típicas hormonas masculinas que levam à chamada alopécia androgénica, mas também ao estrogénio e progesterona. Tipicamente muito ligada a perda de cabelo localizada, principalmente na linha do cabelo e no topo da cabeça, não tem um início brusco. Contudo, há uma perda gradual de grossura do fio de cabelo, de número de cabelos e de integridade do fio de cabelo, levando a que fique facilmente degradado nas pontas. Esta queda deve ser avaliada por um dermatologista ou tricologista, já que pode ter origem nalgum desequilíbrio hormonal, podendo mesmo ser encaminhada para um endocrinologista. Este tipo de situação é muito frequente no período pós-menopausa e pode requerer o uso de medicação tópica ou oral.

Champô: Ducray Densiage, Triphasic da René Furterer
Máscara: Phytokeratine Extreme da Phyto, Tonucia da René Furterer
Ampolas: Triphasic da René Furterer, Phytonovathrix da Phyto
Suplementos: Phytophanère da Phyto, Anacaps Progressive da Ducray, Ecophane em pó

Queda sazonal

A queda sazonal é auto-limitada no tempo e na grande maioria dos casos não necessita de cuidados extra. Contudo, em pessoas que já têm habitualmente menor densidade de cabelo, pode-se estimular o crescimento nestas fases. Na maior parte das pessoas, esta queda durará cerca de 3 meses e será habitualmente na fase de fim de verão/início de outono, podendo também ocorrer em menor grau na altura da primavera.

Pré-champô: Phytopolleine da Phyto
Champô: Martiderm Hair System, Klorane Quinina, Vichy Dercos Energising
Ampolas: Vichy Dercos Aminexil, Sesderma Seskavel
Suplementos: Martiderm Hair System (vegan), Ecophane em pó, Anacaps Reactiv da Ducray