Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Skin Game

Blogue português escrito por uma profissional de farmácia e dedicado à dermocosmética.

Review: The Body Shop Drops of Youth Liquid Peel

Tipo de produto: esfoliante
Função: remover células mortas à superfície da pele
Ingredientes principais: carbómero, glicerina
Quando usar: 2-3x/semana
Embalagem: plástico com doseador
Quantidade: 145ml
Preço: 19€
Onde comprar: lojas The Body Shop

 

Primeiro que tudo há que fazer um disclaimer (e quem me segue no Facebook já sabe do que falo, mas não têm obrigação de me seguir por lá): este produto foi recebido ao abrigo de uma parceria que já não existe. Batalhei muito comigo mesma sobre se colocava ou não esta review no ar porque não é positiva e não quero passar a ideia de que agora que terminaram a parceria comigo, é tudo mau. Isto não é ressabiamento de forma nenhuma e foram as leitoras que acabaram por me convencer a publicar isto porque acreditam que as reviews aqui são imparciais. São e continuarão a ser, obrigada pelo voto de confiança a quem se manifestou nesta questão. Vamos então à review...

 

Este seria um produto com o qual eu não teria grandes problemas caso tivesse outro nome e fosse apresentado de outra forma. Porque o grande problema do produto não é o produto em si, que até tem uma fórmula engraçada e oferece uma alternativa interessante, mas não consigo suportar o facto de estar a ser comercializado como algo que definitivamente não é. Portanto vamos primeiro ver a forma como é comercializado... o produto chama-se "liquid peel", o que faz associar imediatamente a peelings líquidos (geralmente com ácidos em concentrações eficazes numa apresentação líquida que deve ser aplicada com um disco de algodão). Na descrição do produto podemos ler que "88% das mulheres que testaram sentiram imediatamente que as células mortas foram removidas". Atenção, não diz que as células mortas são eliminadas, mas sim que as pessoas que testaram acharam que sim. E isto é o grande problema deste produto, porque vive de criar uma ilusão que, quem não percebe de dermocosmética, acha que é verdade.

 

Então vamos àquilo que este produto realmente é para perceberem onde quero chegar com isto das ilusões. O primeiro aspecto a ter em conta é que a fórmula deste produto não contém qualquer ingrediente com acção esfoliante química. Supostamente este produto deve ser espalhado no rosto com uma massagem e deve continuar a ser massajado até que apareçam resíduos. Aquilo que ele faz é um processo muito simples: a fórmula contém agentes viscosos e uma quantidade bastante elevada de álcool. Ao espalhar o produto na pele, o álcool evapora e o resto dos ingredientes acaba por formar uma espécie de película que, com o facto da pele estar a ser massajada, acaba por esfarelar e esfolia suavemente a pele de forma mecânica.

 

A base aquosa do produto permanece lá, dando o aspecto de que o produto é apenas aquele líquido líquido, e surgem uns "farelos" brancos e acinzentados (da sujidade que agarraram). Contudo, qual é a mensagem que se está a propagar? Que aqueles resíduos que surgem são pele morta que está a sair por causa do "peeling". Gente, se a pele morta saísse com essa velocidade e em pedaços, vocês estavam no consultório de um dermatologista a fazer um peeling de grau médico e não em casa a fazer uma esfoliação que nem vermelhas vos deixa. E é precisamente aqui que está o problema: comercializar um produto com um nome que indica um tipo de acção e ter um método de acção que mimetiza essa falsa acção é estar a aproveitar a falta de conhecimento de quem compra os produtos.

 

Dito isto, este não é o único produto com a mesma técnica, pois ainda ontem falaram-me de outro com as mesmas características (que acabou por ser o que despoletou o surgimento deste post). Por favor, desconfiem sempre das coisas, se vos parecer bom demais é porque provavelmente é. Um peeling que não vos deixa sequer vermelhos mas tira camadas de pele morta não é algo que exista (pelo menos por enquanto).

Novidades The Body Shop - Natal 2015

 

 

 

bases_thebodyshop_novas_cores.PNG

 

Na sexta-feira passada fui à The Body Shop do GaiaShopping para ficar a conhecer as novidades de Natal e a nova maquilhagem. A Cátia, maquilhadora da loja, foi espectacular e recebeu-me na loja durante 1h30 para me maquilhar e falar das novidades. Acabei por experimentar as novas bases e o aclarador de tom (o meu tom é a segunda base com aclarador), o Instamatte, os novos blushes cremosos, as paletas de sombras de Natal e um dos novos batons da colecção de Natal. Sim, eu estava mesmo ali com vontade de experimentar tudo. Para quem não sabe quais são so blushes cremosos, aqui fica uma imagem deles:

blush_cremoso_thebodyshop.PNG

 

A linha de edição limitada de Natal estava lá disponível e, apesar de não ser grande fã do design deste ano (acho que fica confuso), gosto bastante dos tons dos produtos:

colecção_natal_2015_thebodyshop_maquilhagem.PNG

 

Além da maquilhagem, estava também disponível a linha de edição limitada deste ano, ameixa! Gosto mesmo muito do aroma e gosto bastante dos produtos existentes na colecção este ano. O esfoliante de corpo é mais espesso do que o do ano passado, que não me tinha deixado muito fã.

 

 

 

edição_limitada_ameixa_natal_2015_thebodyshop.PN

O produto que realmente adoro este ano é o sparkle mist, tem efeito de globo de neve e podem vê-los na imagem em baixo (os que estão atrás estavam pousados há algum tempo e o que está à frente tinha acabado de ser agitado:

thebodyshop_shimmer_mist.PNG

 

Oils of Life da The Body Shop

IMG_1818.JPG

 

Eu já devia ter escrito este post há uma semana atrás, mas a saga de arranjar emprego consumiu-me mais tempo do que eu esperava (por outro lado teve bons resultados, espero poder falar deles em breve). Ainda assim, não podia deixar de vir cá falar-vos da nova linha de rosto da The Body Shop. O meu primeiro contacto com ela foi em início de Julho na apresentação à imprensa das novas linhas da marca e, como podem imaginar, esta foi a que me deixou mais curiosa. Não confirmo nem desminto rumores de que fiquei a monopolizar as embalagens desta linha durante a apresentação a outras pessoas porque queria espreitar com atenção a lista de ingredientes. Nem rumores de que a Joana, a RP da marca, avisou toda a gente que tinham de me explicar as coisas direitinho porque se houvesse algo errado eu ia dizer. (aparentemente o meu mau feitio é reconhecido)

 

Dito isto, o que é que eu tenho a dizer sobre a linha? É maravilhosa. É isto que eu tenho a dizer. Obrigada TBS e parabéns por terem chegado à vossa melhor linha até agora, é um orgulho andar a trabalhar convosco há quase 5 anos e assistir de perto à evolução da marca.

 

IMG_1817.JPG

 

Para quem ainda não pôde espreitar a nova linha, aqui fica um bocadinho sobre ela de acordo com o press release:

O poder está nas sementes dos óleos. Todos os produtos desta poderosa linha contêm uma combinação de três excepcionais óleos de sementes, famosos pelas suas capacidades supremas de reparar e revitalizar a pele. O poder está nas sementes dos óleos. Porque acreditamos que deseja que a sua pele esteja bonita e revitalizada, há apenas um caminho: o poderoso e precioso poder dos óleos de sementes. Todos os produtos desta poderosa linha contêm uma combinação de três excepcionais óleos de sementes, famosos pelas suas capacidades supremas de reparar e revitalizar a pele.

ÓLEO DE SEMENTES DE COMINHO PRETO - Conhecido pela sua concentração de antioxidantes
ÓLEO DE SEMENTES DE CAMÉLIA - Naturalmente rico em nutritivos ácidos oleicos
ÓLEO DE SEMENTES DE ROSA MOSQUETA - Rico em ómega 3 e 6

 

Dito isto, há que referir que estes três óleos, que realmente são excepcionais e têm feito correr esta linha nas bocas do mundo, estão mesmo muito bem acompanhados em termos de formulação. A TBS apostou em grande quantidade nos ingredientes desta vez, aliando os óleos novos a formulações e ingredientes reconhecidos pela sua eficácia.

 

A colecção é composta por dois cremes hidratantes de dia (um para pele seca e outro para pele mista), um óleo hidratante e uma essência bifásica. Os meus preferidos são, como devem esperar, os dois últimos. Adoro ver que a TBS acompanhou a tendência das essências e dos óleos na melhor das formas. Além dos quatro produtos temos ainda um acessório para estimular a microcirculação que é mais ou menos intenso consoante a direcção em que é utilizado.

 

Se ainda não foram espreitar esta colecção à loja, vão espreitá-la, porque vale bem a pena e parece-me óptima para enfrentar o tempo frio que se avizinha.

Antevisão: Spa of the World

spa_of_the_world_body_shop.jpg

 

Quem me conhece do blogue antigo sabe que tenho tido parceria com a The Body Shop nos últimos 4 anos e foi nesse contexto que me dirigi a Lisboa em Julho para ficar a conhecer as novidades da marca. Uma delas é a nova colecção para corpo Spa of the World que vai amanhã para as lojas, por isso não quis deixar de vos dar uma primeira opinião daquilo que vão poder encontrar.

 

A linha Spa of the World é composta por 3 sublinhas: Relaxing Body Ritual, Revitalising Body Ritual e Blissful Body Ritual. Muito honestamente não vos consigo dizer qual é a minha preferida, porque os meus produtos preferidos encontram-se espalhados ao longo das três. Claro que podem sempre apostar numa delas se acharem que há um certo tipo de sensação que procuram (um mais relaxante, energizante ou luxuoso), mas por mim o melhor mesmo é arranjar uma combinação explosiva de tudo o que há de melhor nas três linhas.

 

IMG_1815.JPG

 

Os meus preferidos: Himalayan Charcoal Mask (máscara de argila e carvão para o corpo), Japanese Camellia Cream (um dos aromas mais complexos e ao mesmo tempo mais suaves que já encontrei na TBS, e além disso é um hidratante de corpo da TBS, por isso muito pouco pode correr mal neste campo), Dead Sea Salt Scrub (um esfoliante com sal do Mar Morto, daqueles que nos dão energia extra depois de serem aplicados, adoro-o de paixão e vou ter de o comprar amanhã), Polynesian Monoi Radiance Oil (que não é uma novidade, mas é o meu adorado óleo de monoi numa versão com aroma mais atenuado) e o Hawaiian Kukui Cream (sim, mais um hidratante, não posso fazer nada quanto a isso, eu gosto mesmo dos hidratantes de corpo da TBS).

 

Uma novidade extra nestes produtos, além das embalagens lindas e maravilhosas que já devem ter visto nas fotos, é o facto dos boiões de esfoliante e hidratante terem 350ml em vez dos habituais 200/250ml. É quase o dobro.

 

Relaxing Body Ritual
- African Ximenia Scrub (350 ml) - 22€
- Himalayan Charcoal Mask (200 ml) - 19€
- Egyptian Milk & Honey Bath (250 g) - 16€
- French Lavender Massage Oil (170 ml) - 16€
- Japanese Camellia Cream (350 ml) - 26€

 

Revitalising Body Ritual
- Dead Sea Salt Scrub (350 ml) - 24€
- Moroccan Rhassoul Body Clay (200 ml) - 19€
- Thai Lemongrass Massage Oil (170 ml) - 16€

 

Blissful Body Ritual
- Polynesian Monoi Radiance Oil (170 ml) - 19€
- Hawaiian Kukui Cream (350 ml) - 26€
- Tahitian Orchid Massage Oil (170 ml) - 16€

 

Acessórios
- Brush - 13€
- Massager - 15€