Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Skin Game

Blogue português escrito por uma profissional de farmácia e dedicado à dermocosmética.

Medicamentos vs. cosméticos - e esclarecimento quanto ao blogue

A propósito de um pedido de opinião de uma leitora de hoje, resolvi que estava na hora de fazer um pequeno esclarecimento aqui no blogue, que passa essencialmente pelo seguinte: neste blogue não se fala de medicação. Quem sofre de patologias já deve ter notado que nunca falo nos tratamentos medicamentosos que estão disponíveis e isto é algo que não irá mudar. Infelizmente, não considero que um blogue dedicado à dermocosmética seja o sítio certo para discutir medicação. Isto porque, embora eu pudesse ser ingénua e achar que podia indicar opções de tratamento juntamente com um "tem de discutir estas opções com o médico ou o farmacêutico" e isso serviria como uma guideline para os leitores, infelizmente a realidade é que as pessoas saltam esse processo e partem imediatamente para a compra.

 

 

Medicamento vs. cosmético

 

Então e por que é que não falo de medicamentos e porque é tão importante que as pessoas sejam avaliadas e acompanhadas por um médico? Por causa daquilo que é a grande diferença entre um medicamento e um cosmético: o medicamento pode ser absorvido para a corrente sanguínea e, portanto, ter uma acção sistémica, enquanto que os efeitos de um cosmético são apenas superficiais (podem ler mais sobre isso aqui).

Traduzindo: os medicamentos que vocês aplicarem para fins cosméticos também terão um grande potencial de ter efeitos em todo o organismo, podendo afectar funcionamento de órgãos, ter efeito no desenvolvimento de fetos ou ter efeitos adversos. Isto implica, portanto, que o médico avalie o vosso estado geral de saúde e o vosso problema que seria passível de ser tratado com essas opções e decida se é ou não uma opção para vocês. Não está nas vossas mãos ou na de amigos e bloggers achar que aquela medicação é ou não a melhor para vocês - está nas mãos do vosso médico. Se não estão satisfeitos com a prestação dos vossos médicos, então mudem de médico (mas não esperem que a prestação seja concordar convosco em tudo e prescrever tudo o que vos apetece).

 

O papel das bloggers

 

Para mim o papel das bloggers na dermocosmética é muito claro: oferecer opiniões e sugerir produtos cosméticos para as mais variadas situações dentro da experiência que têm e com ponderação. E nunca, mas nunca mesmo, sugerir medicação. Eu percebo perfeitamente que quem sugere o faz com a melhor das intenções, a de partilhar algo que consigo resultou. Contudo, não me parece uma posição válida quando existe a clara possibilidade dos leitores obterem essa mesma medicação com mais facilidade do que o devido. Aqui já podemos culpar também os meus colegas de profissão e respectivas chefias, pois a medicação sujeita ou não a receita médica nunca deveria ser dispensada sem uma avaliação devida da situação e/ou sem prescrição, dependendo do tipo de medicação.

Estou bem ciente de que imensas bloggers famosas recomendam "cosméticos" que na realidade são medicação, mas nunca será esse o caso por aqui. Nem recomendação, nem indicações relativamente à utilização do medicamento em causa.

 

O papel dos leitores

 

O papel dos leitores, na minha opinião, é munir-se de informação junto de quem é formado na área e não na blogosfera. Quando falamos de medicação, não pode haver a leviandade de seleccionar produtos que podem fazer mais mal do que bem, com a desculpa de que são para fins cosméticos. Se o fizerem, fiquem cientes que, além desse tal efeito cosmético que pretendem, podem muito provavelmente ser acompanhados de efeitos adversos e outros efeitos sistémicos que podem afectar a vossa saúde.

Os medicamentos não são medicamentos por antipatia do sistema nacional de saúde. São-no porque existem vários factores que devem ser tidos em conta pelo profissional de saúde mais indicado e não por recomendação da blogosfera.

Os favoritos do Nelson

Tenho reparado que temos por cá cada vez mais homens, por isso aliei-me ao homem cá de casa para vos trazer os favoritos dele. Vamos lá a isto...

 

favoritos nelson.PNG

The Body Shop Olive Shower Gel - o gel de banho que está sempre cá por casa é a versão grande do gel de banho de azeitona da The Body Shop. Enquanto que eu tenho tendência a variar no aroma do gel de banho consoante o meu humor e outras 500 variáveis, o Nelson é bastante menos complicado e usa quase sempre este. Na verdade, se ele tivesse de escolher um favorito seriam os da Philosophy, mas é quase impossível de arranjar em Portugal e acabamos por nunca ter em casa.

Barba Brada The Original Softening Beard Shampoo - quem me segue no Instagram já viu por lá fotos do Nelson e sabe que tenho um barbudo em casa. O champô para a barba foi uma adição recente ao espólio cá de casa, mas deicididamente é um que se vai manter por cá. Além de ser ideal para lavar a barba, ajuda muito a evitar pontas espigadas devido ao facto de ser um champô hidratante.

Ducray Kelual DS Shampoo - a dermatite seborreica é uma constante cá por casa e o champô com que o Nelson se deu melhor até hoje foi este da Ducray. Evita uma grande quantidade da caspa que ele chegou a ter e não lhe provoca irritação no couro cabeludo. É muito normal ele alternar este champô com o Sensinol na mesma marca.

Youth Lab. Daily Cleanser Oily Skin - um hábito que ficou dos tempos em que eu era formadora da Youth Lab., este gel para lavar o rosto tornou-se insubstituível cá em casa pelo facto de ter um aroma muito agradável e fazer uma espuma muito suave. Dura eternidades e é ideal para lavar o rosto no banho.

Barba Brada Escova para Barba - mais uma compra na Barba Brada, esta comprei-a juntamente com o champô e tornou-se oficialmente no utensílio preferido do Nelson. A escova ajuda a limpar a barba mais profundamente e faz uma ligeira esfoliação à pele, coisa que não costuma ser muito fácil quando se tem uma barba considerável.

Barba Brada Nourishing Beard Serum The Original - já temos por aqui review dos óleos, e este é o aroma que ficou como favorito por cá. Super leve e fresco, mas ao mesmo tempo ajuda a domar a barba e a evitar pontas espigadas. Além disto, dá um ar muito mais bonito à barba sem a deixar oleosa e pesada.

SkinCeuticals Phyto Corrective - o Nelson também é fã deste produto (podem ler a minha review aqui) especialmente porque pode ter a pele hidratada e apaziguada sem ficar com resíduos na pele. É um bom hidratante e um bom calmante, sendo um pós barbear perfeito (sim, ele usa barba mas há muitos sítios em que apara).

Noreva Sebodiane DS - este é também o preferido do Nelson no que diz respeito a dermatite seborreica no rosto. É o creme para dermatite seborreica que deixa menos resíduo gorduroso de todos os que já experimentámos (e entre ambos já levamos uma boa dose de fórmulas diferentes) e tem resultados rapidamente.

Máscaras - recomendações

Depois de ter escrito sobre os vários tipos de máscaras que existem, tinha ficado prometido o post com as recomendações. Tentei juntar vários tipos de marcas e vários tipos de máscaras num só post, mas tenham em atenção que não estou a dizer que estas são as únicas boas no mercado - o mercado é absolutamente gigante e existem milhentas opções. Para referência, as marcas mencionadas podem ser encontradas em farmácia/parafarmácia, Sephora, Primor e lojas das próprias marcas (em caso de dúvida com alguma delas, perguntem).

Tentei incluir pelo menos uma sheet/rubber mask por categoria, já que esta é a minha última obsessão, mas há que ter em conta que esta opção é mais cara e portanto não acessível a todas as carteiras.

Não tenho experiência pessoal com todas estas máscaras, mas tentei ao máximo incluir as que experimentei e de que gostei e outras que tenho bom feedback.

mascaras1.PNG

Hidratante:

SkinCeuticals Hydrating B5 Masque 

Dr. Jart+ Rubber Mask Hydration Lover

La Roche-Posay Hydraphase Intense Masque [comprar]

Nuxe Creme Fraiche de Beaute Masque [comprar]

 

Limpeza e esfoliante:

Esthederm L'Osmoclean Creme Douce Desincrustante

Cattier Masque Argile Vert

Oh K! Bubble Sheet Mask

Youth Lab. Cleansing Radiance Mask

BiRetix Mask

Salises Astringent Mask [comprar]

 

Luminosidade:

Dr. Jart+ Brightening Solution

Sesderma C-Vit Radiance Mask

Kiehl's Turmeric&Cranberry Seed Energizing Radiance Mask 

mascaras2.PNG

Anti-envelhecimento:

ISDIN Maskream Antiaging

Sesderma Daeses Mask [comprar]

Dr. Jart+ Rubber Mask Firm Lover

 

Calmante:

Oh K! Cucumber Sheet Mask

Uriage Roseliane Masque [comprar]

Bioderma Sensibio Mask [comprar]

 

Anti-manchas:

Mesoestetic Ultimate W+ Mask 

Nuxe Splendieuse Masque [comprar]

Tony Moly Rice Face Mask Sheet

mascaras3.PNG

Contorno de olhos: 

Oh K! Ginseng and Eucalyptus Under Eye Mask

Esthederm Lift&Repair Eye Contour Patches 

Oh K! Panda Eyes

Sesderma C-Vit Eye Contour Patches

 

Lábios:

 

Sephora Shea Lip Mask

MartiDerm Black Diamond Ionto-Filler Lip Contour

 

Nutritiva:

Oh K! Avocado Sheet Mask

Tony Moly I'm Real Avocado Sheet Mask

Youth Lab. Thirst Relief Mask

Mesoestetic Hydra Vital Face Mask 

 

*este post contém links afiliados

Máscaras - funções, tipos de máscaras e como usar

Tenho ideia de alguém me ter pedido informação sobre máscaras há já algum tempo, por isso aqui fica um post com alguma informação sobre máscaras, como por exemplo que tipos de máscaras existem no mercado e os vários métodos de utilização. Em breve faço um post com recomendações de máscaras para vários problemas diferentes.

 

O que são máscaras?

As máscaras são tratamentos intensivos que devem ser aplicados 1-2x por semana de forma a suprir necessidades extra da pele.

 

Funções das máscaras

Na verdade as funções das máscaras são essencialmente cobrir todas as coisas que uma pessoa procura numa pele saudável. Tal como os restantes produtos de cuidados de rosto, podemos encontrar uma infinidade de funções nas máscaras, nomeadamente: hidratação (pele desidratada), nutrição (pele seca), anti-envelhecimento (refirmantes, antioxidantes, anti-rugas), limpeza (geralmente para pele oleosa, mas pode ser aplicada a qualquer tipo de pele), calmante (pele hiperreactiva, escaldões), esfoliante (pele com textura irregular), luminosidade (tez baça) e branqueadora (para manchas).

 

Tipos de máscaras

- Máscaras que podem ficar no rosto - estas máscaras servem geralmente como tratamento intensivo de noite, substituindo o creme de noite. Geralmente aconselha-se que sejam aplicadas no rosto em camada fina, deixando actuar durante um tempo pré-determinado, sendo que após esse tempo deve remover-se o excesso de máscara com um disco de algodão, deixando a restante máscara a actuar durante a noite. Estas máscaras são geralmente as hidratantes, nutritivas, calmantes ou anti-envelhecimento.

- Máscaras para remover após um período de tempo - existem várias apresentações destas máscaras (sendo que as impregnadas no fundo são um subtipo destas máscaras, mas achei melhor separá-las). Exemplos destas máscaras são, por exemplo, as de argila (como a de argila verde que seca e deve ser depois removida com água), as peel-off (que criam uma película que deve ser removida após a actuação) e outras máscaras, principalmente de limpeza e esfoliação.

- Máscaras impregnadas - sheet maks e rubber masks são as versões mais conhecidas deste tipo de máscara, em que um material é impregnado com a fórmula e só tem de ser adaptado ao rosto (sheet masks) ou a pessoa tem de aplicar o sérum previamente e depois adaptar a máscara (rubber masks), deixando actuar pelo período de tempo indicado que pode ir de 5 minutos a meia hora ou mais. De seguida, dependendo da máscara, pode ser aconselhado massajar o produto restante no rosto para que seja absorvido ou 

- Patches de olhos ou lábios - são um subtipo das máscaras impregnadas, mas cuja área de actuação é o contorno de olhos ou lábios.

 

Como usar as máscaras?

Caso tenham apenas uma máscara, é fácil: sigam as instruções da máscara. Geralmente implica a sua aplicação em pele limpa e evitando o contorno dos olhos e lábios - sendo que a aplicação pode ser feita directamente com os dedos ou com um pincel (ou, no caso de sheet/rubber masks, apenas há que adaptar a máscara aos contornos do rosto).

Contudo, se forem como a consumidora habitual de dermocosmética que facilmente tem 2 ou 3 máscaras diferentes, então há que saber conjugá-las.

- Alternar máscaras - usar as máscaras de forma alternada, por exemplo usar cada uma delas uma vez por semana, mas em dias diferentes. Este tipo de método é o ideal quando se usam máscaras com o mesmo propósito ou que sejam mais fortes/concentradas de forma a não sobrecarregar a pele no mesmo dia.

- Multimasking - utilizar, numa só aplicação, várias máscaras diferentes consoante as necessidades das zonas do rosto. Por exemplo, usar uma máscara de limpeza na zona T e uma hidratante nas maçãs do rosto.

- Aplicar faseadamente - aplicar primeiro uma máscara, remover e de seguida aplicar outra. Ideal quando as máscaras podem potenciar o efeito umas das outras, por exemplo usar uma máscara esfoliante e de seguida uma hidratante.

 

*nota de pessoa com mau feitio: apesar de poder parecer pelo Instagram, usar risquinhos de máscaras coloridas para parecer um índio não é uma forma de utilização válida ou útil, só serve mesmo para fotos do Instagram e para gastar produto