Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

The Skin Game

Blogue português escrito por uma profissional de farmácia e dedicado à dermocosmética.

Notas soltas - Fevereiro 2017 parte 2

Na onda de "coisas que ando a ver/ler/ouvir" nos últimos tempos (e que eu sei que já houve muita gente a pedir-me para fazer com mais frequência, deixo-vos os filmes, séries e livros que me têm ocupado o tempo recentemente.

 

filmes.PNG

Temos andado a correr para o cinema (na semana passada fomos 3 vezes) para tentarmos ver os filmes mais falados do momento. Ao contrário do que tenho visto por aí, eu adorei de paixão o La La Land - não explico porquê porque teria de entrar em spoilers e não faço disso. O Moonlight é incrível e o Lego Batman também (já sentia falta de me rir com gosto durante um filme inteiro). Lion, Hidden Figures e 20th Century Women são bons, mas não me convenceram por aí além. Ainda vamos tentar ver o Fences e o Trainspotting 2 num futuro próximo, vamos lá ver se conseguimos.

 

series.PNG

Decidimos apostar no Netflix em conjunto com o meu sogro e desde então que tenho visto séries umas atrás das outras.

Comecei por ver o que me faltava de Downton Abbey e de Call the Midwife, que tinha deixado de ver porque passei praticamente a ver apenas séries que conseguia gravar na box. A questão é que é tão fácil agora levar o iPad para a cozinha e ver séries enquanto estou a cozinhar, que tenho visto umas atrás das outras. Algures pelo meio destas duas séries vi The Crown, que adorei, e comecei a ver Outlander mas parei porque o namorado decidiu que queria ver comigo. Estou agora a ver Reign, mas começo a ficar farta de ver adolescentes histéricas e de não ver nada da Escócia, por isso é provável que abandone no fim da primeira temporada. Sim, eu papo séries históricas como se não houvesse amanhã, é a vida.

No que diz respeito à série mais espectacular dos últimos tempos, o prémio vai para This is Us. A sério, aquilo é incrível. Os diálogos, a caracterização das personagens, a história... preparem-se é para agarrar nos lenços, que até agora acho que só houve um episódio em que não chorei (e não é um chorozinho bonito de uma única lágrima a cair no calor do momento, estamos a falar de soluçar com vontade e ficar toda ranhosa).

Eu sei, eu sei que estavam à espera que a série que eu disse que era a coisa mais espectacular de sempre fosse Westworld. E é, a série é incrível, mas existe todo um problema com o facto de eu ficar seriamente afectada por pessoas notoriamente más que me levou a ter muito pouca vontade de passar do segundo episódio - nem sei como sou Ravenclaw, eu nasci para ser Hufflepuff. Felizmente passei e terminámos a primeira temporada cheios de vontade de ver muito mais.

Para quem não sabe, eu adoro cozinhar, por isso o Masterchef é paragem obrigatória cá em casa e descobri o Chef's Table por indicação de um amigo nosso. Claro que o primeiro episódio é dedicado a um chef de Modena e agora só quero ir a uma fábrica de parmesão... Estão a ver a maneira como as pessoas correm para a mesa do marisco nos casamentos? Eu faço isso com a dos queijos.

 

livros.PNG

Por fim, os livros. Acho que já tinha mencionado algures por aqui que, por muito que adore ler, não o consigo fazer em transportes públicos porque enjoo - o que é uma carga de trabalhos considerando que agora passo mais de 1h por dia neles. Portanto o que tenho feito é recorrer a audiolivros. Os últimos foram Still Alice (adorei e recomendo muito, mas leiam-no numa fase em que não andem mais em baixo, porque senão isto vai arrastar-vos) e o The Hundred-Foot Journey (óptimo filme, livro completamente horroroso que devia ter abandonado nos primeiros capítulos e foi uma pura perda de tempo). Ontem comecei a ouvir o Hobbit e estou apaixonada pela narração do Rob Inglis.

Em termos de livros físicos, tenho lido BD, nomeadamente Descender (eu sei que estão fartos de me ouvir dizer isto, mas a saga é mesmo, mesmo boa), Lazarus (recomendado para compensar a ausência de Descender) e World of Wakanda, um spinoff do Black Panther. Tudo ótpimo, tudo imensamente recomendado. Também recomendaria Iron Man, mas já acabou e ainda não li os novos, por isso não sei se tem sido alguma coisa de jeito ou não. 

 

E é isto, minha gente. Aceitam-se recomendações de audiolivros e séries no Netflix!