Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

The Skin Game

Blogue português escrito por uma profissional de farmácia e dedicado à dermocosmética.

Investir ou comprar o mais barato?

 

Hoje em dia dou por mim a comprar cada vez menos e cada vez mais caro. E isso pôs-me a pensar: será que vale a pena investir em dermocosmética e maquilhagem? A resposta a que cheguei foi que depende de muita coisa, além da razão óbvia do orçamento disponível.

 

Numa fase inicial da minha vida comecei por comprar muita coisa e barata, o que para mim faz sentido. Numa fase em que eu própria não sabia aquilo de que gostava e o que me ficava bem, para mim sempre fez sentido tentar experimentar tudo (cores, texturas, tipos de produtos, modos de aplicação, tipos de embalagem, etc.). A melhor forma de experimentar tudo sem dar cabo do orçamento é ir para as marcas mais acessíveis. Contudo, 12 anos depois de ter começado a ligar alguma coisa a cuidados de pele e maquilhagem, já tive tempo para testar muita coisa. Começou a ser a hora de investir em qualidade em vez de quantidade. Mas isso implica que é necessário fazer escolhas, porque passo a pagar por um produto o mesmo que pagaria por 4 ou 5 mais baratos. E portanto aqui ficam algumas perguntas que faço a mim própria sempre que estou a pensar se hei-de investir o dinheiro.

 

Sei que me vou dar bem com ele?

Se já pude testar o produto é meio caminho andado para comprar. Custa-me sempre muito investir num produto sem nunca antes o ter testado no rosto, especialmente quando são produtos muito caros. Seja através de amostras ou de demonstrações (mini faciais, sessão de maquilhagem) prefiro sempre experimentar primeiro.

 

Quão frequentemente vou usar o produto?

Se é para investir, é para usar com frequência. Portanto há que considerar sempre esse factor, porque mesmo que seja a melhor coisa de sempre mas sabem que não lhe vão dar uso (seja porque já sabem que são preguiçosas, porque não se costumam dar bem com esse tipo de produto ou porque requer mais tempo do que estão dispostas a dar), talvez não valha muito a pena dar aquele dinheiro todo por ele.

 

Estou a pagar pela fórmula/tecnologia ou pela marca?

Se for um produto realmente inovador não costumo ter problemas em pagar um pouco mais para pagar pela ideia original. Mas há que considerar sempre se estamos a pagar por um sérum Chanel o correspondente aos ingredientes e tecnologia utilizados ou só estamos a pagar para ter um produto Chanel em cima da cómoda. Vejam se existem equivalentes muito mais baratos, que utilizem fórmulas e tecnologias semelhantes e não vos tirem demasiado dinheiro.

 

Sei de algum sítio que costume ter promoções/campanhas com esta marca? Posso esperar?

Há lojas que sabemos que têm promoções em determinadas alturas do ano ou com relativa frequência. Se não tivermos pressa de arranjar o produto, é sempre uma hipótese esperar pela promoção que sabemos que vai acontecer mais cedo ou mais tarde.

 

Quero muito este produto independentemente de tudo o resto?

Podem ter chegado à conclusão de que não precisam do produto, de que se calhar há alternativas mais baratas e que se calhar estão a pagar mais pela marca ou imagem do que propriamente pelo produto em si. E ainda assim querem-no na mesma e conseguem pagá-lo. Comprem-no. A vida é vossa, o dinheiro também, façam o que vos apetecer com ele.

3 comentários

Comentar post