Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

The Skin Game

Blogue português escrito por uma profissional de farmácia e dedicado à dermocosmética.

Em que produtos devo investir?

Depois de vos ter falado nos tipos e estados de pele e de vos ter explicado por que ordem devem aplicar os produtos nas vossas rotinas diárias, agora é altura de vos falar um pouco de onde devem investir o vosso dinheiro em termos de dermocosmética. Acreditem que eu sei o que é estar perdida neste mundo, se há cinco anos atrás me dissessem que eu iria saber a quantidade de coisas que sei sobre DC eu não iria acreditar, portanto não faz tanto tempo assim que eu era mais uma alma crente no marketing e disposta a dar mais dinheiro do que um produto valia, mesmo que não fosse para o meu tipo de pele ("ah, já ouvi falar bem deste produto, a rapariga tem pele seca e eu não, mas ela falou tão bem dele que deve ser mesmo bom" --> os maiores disparates que já fiz na vida aconteceram mais ou menos assim).

 

A questão na dermocosmética é que nunca sabemos bem para onde nos virar. Para o supermercado, que promete preços baixos e eficácia equiparável aos produtos que custam 10x mais? Para a farmácia, onde esperamos encontrar produtos de tratamento para problemas específicos e/ou pele sensível? Ou para a cosmética selectiva vendida em perfumarias que promete uma experiência e uma qualidade inigualáveis? A verdade mais absoluta que vos posso dizer neste caso é: depende do produto. Hoje em dia não se aplicam as questões de que acabei de falar. A farmácia não vende exclusivamente produtos de tratamento, os produtos de supermercado não são necessariamente baratos, a cosmética selectiva não é inigualável a preços bastante inferiores. E não vos posso sequer falar de marcas, porque mesmo dentro de cada uma delas há produtos certeiros e outros que me fazem querem dar com a embalagem na cara do responsável pela marca. Pessoalmente opto quase sempre por produtos de farmácia ou de cosmética selectiva (gamas mais acessíveis como Clinique ou Clarins).

 

Dito isto, e para não me dispersar mais, deixo-vos algumas indicações gerais de produtos onde devem investir o vosso dinheiro e em que produtos só valerá a pena insistir se gostarem de os usar. Em breve conto escrever sobre os ingredientes mais falados, para perceberem um pouco por que é que vale a pena investir em produtos que os contenham, mas por enquanto vamos a tipos de produtos.

 

Invistam:

  • sérum - se tiverem o orçamento extremamente limitado, mas conseguirem investir num produto, é no sérum que vão querer fazê-lo. Ao contrário do que acontecia há 10 anos atrás, em que os cremes hidratantes eram reis e senhores da eficácia de tratamento, hoje em dia os séruns são vistos como muito mais importantes, uma vez que a sua composição passa geralmente por uma fórmula simples com maior poder de penetração e uma maior percentagem de ingredientes activos. É aqui que vão veicular os ingredientes que realmente farão algo pela vossa pele, qualquer que seja a sua condição, por isso se querem investir em algo, vai ter de ser no sérum. Se possível, tenham um sérum para cada tipo de necessidade da vossa pele, eu uso diariamente um para a pele desidratada (com ácido hialurónico) e um antioxidante (com Vit C) que serve também como prevenção do fotoenvelhecimento.
  • agente de limpeza - também conto fazer em breve um post sobre os vários tipos de agentes de limpeza que existem (ou preferiam um vídeo? Avisem-me nos comentários ou por redes sociais), mas vocês precisam de algo que realmente limpe a pele sem a agredir e sem deixar resíduos. Com isto não quero dizer que devem ir a correr comprar um agente de limpeza que custe 40€ (se bem que se puderem e quiserem mesmo comprá-lo, força nisso, vejam é se é de qualidade antes de o comprarem). Mas quero dizer que o agente de limpeza não pode ser o primeiro que agarrarem ou aquele que estiver mais barato "até porque é para limpar a cara e todos eles fazem isso". Há coisas bastante boas por menos de 10€, mas por favor não agarrem no primeiro que vos aparecer.

 

Invistam caso haja mais algum orçamento:

  • protector solar - considerando que a ideia aqui é proteger a vossa pele, aconselho sempre a que invistam um pouco mais num protector solar. Além disso, se usarem habitualmente maquilhagem, vai servir também de base para ela e isso traz logo diferenças (geralmente os protectores solares com nanotecnologia são os mais fáceis de usar por baixo da maquilhagem por não terem a consistência típica de um protector solar).
  • tónico funcional - ele diz "funcional" por alguma razão. Mais de 80% dos tónicos à venda são absolutamente inúteis e só servem no caso de vocês gostarem mesmo de os usar por algum motivo. Mas saibam que o mais certo é que ele não esteja a fazer nada à vossa pele. Optem antes por tónicos esfoliantes (com alfa hidroxiácidos como o ácido glicólico ou láctico ou beta hidroxiácidos como o ácido salicílico) ou com ácido hialurónico e vão ver que há realmente uma alteração notória. Ou até uma água termal enriquecida como o Serozinc. Contudo, considerando que o tónico é considerado actualmente como um passo extra, sintam-se livres de excluí-lo completamente da vossa rotina se virem que o orçamento não dá para tudo.

 

Então e os cremes hidratantes? Bem, eu considero o creme como uma maneira de fornecer nutrientes extra à pele, mas actualmente com a existência de séruns não há grande necessidade de investir num super creme hidratante, porque o seu poder de penetração vai ser muito inferior.