Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Skin Game

Blogue português escrito por uma profissional de farmácia e dedicado à dermocosmética.

Máscaras - recomendações

Depois de ter escrito sobre os vários tipos de máscaras que existem, tinha ficado prometido o post com as recomendações. Tentei juntar vários tipos de marcas e vários tipos de máscaras num só post, mas tenham em atenção que não estou a dizer que estas são as únicas boas no mercado - o mercado é absolutamente gigante e existem milhentas opções. Para referência, as marcas mencionadas podem ser encontradas em farmácia/parafarmácia, Sephora, Primor e lojas das próprias marcas (em caso de dúvida com alguma delas, perguntem).

Tentei incluir pelo menos uma sheet/rubber mask por categoria, já que esta é a minha última obsessão, mas há que ter em conta que esta opção é mais cara e portanto não acessível a todas as carteiras.

Não tenho experiência pessoal com todas estas máscaras, mas tentei ao máximo incluir as que experimentei e de que gostei e outras que tenho bom feedback.

mascaras1.PNG

Hidratante:

SkinCeuticals Hydrating B5 Masque 

Dr. Jart+ Rubber Mask Hydration Lover

La Roche-Posay Hydraphase Intense Masque [comprar]

Nuxe Creme Fraiche de Beaute Masque [comprar]

 

Limpeza e esfoliante:

Esthederm L'Osmoclean Creme Douce Desincrustante

Cattier Masque Argile Vert

Oh K! Bubble Sheet Mask

Youth Lab. Cleansing Radiance Mask

BiRetix Mask

Salises Astringent Mask [comprar]

 

Luminosidade:

Dr. Jart+ Brightening Solution

Sesderma C-Vit Radiance Mask

Kiehl's Turmeric&Cranberry Seed Energizing Radiance Mask 

mascaras2.PNG

Anti-envelhecimento:

ISDIN Maskream Antiaging

Sesderma Daeses Mask [comprar]

Dr. Jart+ Rubber Mask Firm Lover

 

Calmante:

Oh K! Cucumber Sheet Mask

Uriage Roseliane Masque [comprar]

Bioderma Sensibio Mask [comprar]

 

Anti-manchas:

Mesoestetic Ultimate W+ Mask 

Nuxe Splendieuse Masque [comprar]

Tony Moly Rice Face Mask Sheet

mascaras3.PNG

Contorno de olhos: 

Oh K! Ginseng and Eucalyptus Under Eye Mask

Esthederm Lift&Repair Eye Contour Patches 

Oh K! Panda Eyes

Sesderma C-Vit Eye Contour Patches

 

Lábios:

 

Sephora Shea Lip Mask

MartiDerm Black Diamond Ionto-Filler Lip Contour

 

Nutritiva:

Oh K! Avocado Sheet Mask

Tony Moly I'm Real Avocado Sheet Mask

Youth Lab. Thirst Relief Mask

Mesoestetic Hydra Vital Face Mask 

 

*este post contém links afiliados

Review: Cicabio Creme da Bioderma

Tipo de produto: creme

Função: reparador, calmante

Ingredientes principais: Antalgicine, cobre, zinco, centelha asiática

Quando usar: em SOS como reparador

Embalagem: tubo

Quantidade: 40/100ml

Preço: 9/14€

Onde comprar: farmácias, Skin

 

 

Imaginem que a Bioderma vos dizia "escolhe o teu produto favorito e enviamos-te uma unidade" - bem, foi o que aconteceu como apoio à nossa comemoração do Dia do Blogue aqui no Porto. E uma pessoa normal pensaria logo em mandar vir a água micelar preferida ou a máscara da Sensibio (dois produtos que eu adoro e que passo a vida a recomendar). Eu não, eu escolhi o Cicabio Creme - e explico-vos porquê. Imaginem que têm todo um arsenal de cosméticos em casa (eu), mas que não gostam de viajar com muitos cremes atrás (eu) e por muita viagem que façam e muito creme que conheçam, escolhem sempre o mesmo creme para ir convosco de viagem para servir como um SOS anti-tudo-o-que-possa-correr-mal (eu). Esse creme é o Cicabio Creme, para mim.

 

Para todos os efeitos, o Cicabio é um creme bastante normal - é um creme reparador. Só que a diferença deste creme reparador para os outros todos é que a fórmula é mesmo, mesmo boa, o que faz com que ele funcione mesmo. Para terem noção, é possível usar como cuidado pós tatuagem, para ajudar a cicatrizar feridas, para pele queimada (seja escaldão ou queimadura por outro motivo qualquer), assaduras e outras tantas maleitas que impliquem uma necessidade de reparação.

 

A fórmula é muito simples, mas muito eficaz, tendo uma patente que ajuda a diminuir a comichão e a dor (não queiram comparar a um analgésico, mas realmente ajuda) e vários activos reparadores. A textura é em creme, o que permite uma boa espalhabilidade e evita o efeito esbranquiçado de alguns reparadores. Essencialmente, este é o tipo de creme que querem ter sempre por perto e é isso que me faz usá-lo com frequência e levá-lo comigo em todas as viagens. Eu sei que a Bioderma tem uma série de produtos entusiasmantes e havia muito por onde escolher, mas se eu escolhi este, acreditem, vale mesmo a pena.

 

* produto fornecido pela marca

Notas soltas - questionário da Vanity Fair

Andava há algum tempo para escrever algo sobre mim e não sabia bem o quê. Faz-me alguma confusão passar apenas informação factual para o lado de quem lê o blogue, porque quem me conhece sabe que estou em longe de ser um robô debitador de factos e opiniões sobre dermocosmética. Aliás, facto engraçado: dificilmente ver-me-ão a publicar algo relacionado com dermocosmética no meu perfil pessoal de Facebook - mais facilmente partilho uma piada de Harry Potter ou um post feminista do que algo sobre Dermocosmética. Bem, avancemos... a Caroline Hirons publicou uma foto de uma entrevista-questionário da Vanity Fair à Shonda Rhymes e eu achei piada às perguntas. Chamam-lhe o questionário de Proust, embora seja só levemente inspirado nele, e como nunca serei entrevistada pela Vanity Fair, aqui ficam as respostas a algumas das perguntas (podem encontrar a lista completa de perguntas aqui).

Qual é o teu conceito de felicidade plena?

Sentir que não precisaria de acrescentar nada à vida para estar feliz.

Qual é o teu maior medo?

Perder aqueles de quem gosto (caramba, isto começa logo a ser depressivo)

Qual é a tua característica que mais detestas?

Cair facilmente na negatividade.

Qual é a característica que mais detestas nos outros?

A prepotência de achar que se não concordam com algo na vida dos outros, têm direito a alterá-la e têm poder sobre ela.

Quem é a pessoa viva que mais admiras?

Chimamanda Ngozi Adichie.

Qual é a tua maior extravagância?

Ter uma colecção de artigos de dermocosmética que nunca mais acaba e ainda assim achar que é boa ideia comprar mais.

Qual consideras ser a virtude mais sobrevalorizada?

A capacidade de dar a outra face.

Em que ocasiões mentes?

Quando acho que dizer a verdade só traz mágoa.

Que frases ou expressões usas em demasia?

Podia dizer, mas como a coisa que mais digo e não devia é uma asneira, é melhor não escrever.

O que ou quem é o maior amor da tua vida?

Eu própria, e por muito egocêntrico que isso possa parecer, é uma coisa que me demorou muitos anos a atingir e tenho orgulho nisso.

Quando e onde foste mais feliz?

Agora.

Que talento gostarias de ter?

Cantar decentemente, de forma a poder usar a lista interminável de letras de música que tenho na cabeça de forma mais agradável.

Se pudesses mudar uma coisa em ti, o que seria?

A capacidade interminável do meu corpo arranjar doenças novas desde que me lembro de ser gente.

Qual consideras ser a tua maior conquista?

Ter-me sobrevivido às fases mais difíceis da minha vida.

Onde gostavas de viver?

No Porto com mais três zeros à direita no saldo da minha conta do banco.

Qual é o teu bem mais precioso?

Com esta pergunta concluo que, apesar de ser muito dada a comprar e ter coisas, não há nada em particular a que seja muito apegada.

Qual é a tua ocupação preferida?

Sou uma pessoa chata e previsível, portanto adoro coisas chatas e previsíveis como ler, ver séries, jantar com amigos e outras que tais de que toda a gente gosta.

Qual é a tua característica mais marcante?

Costumam dizer que é ser uma bolha de energia.

O que valorizas mais nos amigos?

Respeitarem-te por aquilo que és e não exigirem que sejas outra pessoa.

Quem são os teus escritores favoritos?

Chimamanda Ngozi Adichie, JRR Tolkien, George RR Martin, Terry Pratchett, Kate Morton, Brandon Sanderson, Afonso Cruz, Guy Gavriel Kay, Brian Michael Bendis.

Quem é o teu herói ficcional?

Lorelai Gilmore.

Máscaras - funções, tipos de máscaras e como usar

Tenho ideia de alguém me ter pedido informação sobre máscaras há já algum tempo, por isso aqui fica um post com alguma informação sobre máscaras, como por exemplo que tipos de máscaras existem no mercado e os vários métodos de utilização. Em breve faço um post com recomendações de máscaras para vários problemas diferentes.

 

O que são máscaras?

As máscaras são tratamentos intensivos que devem ser aplicados 1-2x por semana de forma a suprir necessidades extra da pele.

 

Funções das máscaras

Na verdade as funções das máscaras são essencialmente cobrir todas as coisas que uma pessoa procura numa pele saudável. Tal como os restantes produtos de cuidados de rosto, podemos encontrar uma infinidade de funções nas máscaras, nomeadamente: hidratação (pele desidratada), nutrição (pele seca), anti-envelhecimento (refirmantes, antioxidantes, anti-rugas), limpeza (geralmente para pele oleosa, mas pode ser aplicada a qualquer tipo de pele), calmante (pele hiperreactiva, escaldões), esfoliante (pele com textura irregular), luminosidade (tez baça) e branqueadora (para manchas).

 

Tipos de máscaras

- Máscaras que podem ficar no rosto - estas máscaras servem geralmente como tratamento intensivo de noite, substituindo o creme de noite. Geralmente aconselha-se que sejam aplicadas no rosto em camada fina, deixando actuar durante um tempo pré-determinado, sendo que após esse tempo deve remover-se o excesso de máscara com um disco de algodão, deixando a restante máscara a actuar durante a noite. Estas máscaras são geralmente as hidratantes, nutritivas, calmantes ou anti-envelhecimento.

- Máscaras para remover após um período de tempo - existem várias apresentações destas máscaras (sendo que as impregnadas no fundo são um subtipo destas máscaras, mas achei melhor separá-las). Exemplos destas máscaras são, por exemplo, as de argila (como a de argila verde que seca e deve ser depois removida com água), as peel-off (que criam uma película que deve ser removida após a actuação) e outras máscaras, principalmente de limpeza e esfoliação.

- Máscaras impregnadas - sheet maks e rubber masks são as versões mais conhecidas deste tipo de máscara, em que um material é impregnado com a fórmula e só tem de ser adaptado ao rosto (sheet masks) ou a pessoa tem de aplicar o sérum previamente e depois adaptar a máscara (rubber masks), deixando actuar pelo período de tempo indicado que pode ir de 5 minutos a meia hora ou mais. De seguida, dependendo da máscara, pode ser aconselhado massajar o produto restante no rosto para que seja absorvido ou 

- Patches de olhos ou lábios - são um subtipo das máscaras impregnadas, mas cuja área de actuação é o contorno de olhos ou lábios.

 

Como usar as máscaras?

Caso tenham apenas uma máscara, é fácil: sigam as instruções da máscara. Geralmente implica a sua aplicação em pele limpa e evitando o contorno dos olhos e lábios - sendo que a aplicação pode ser feita directamente com os dedos ou com um pincel (ou, no caso de sheet/rubber masks, apenas há que adaptar a máscara aos contornos do rosto).

Contudo, se forem como a consumidora habitual de dermocosmética que facilmente tem 2 ou 3 máscaras diferentes, então há que saber conjugá-las.

- Alternar máscaras - usar as máscaras de forma alternada, por exemplo usar cada uma delas uma vez por semana, mas em dias diferentes. Este tipo de método é o ideal quando se usam máscaras com o mesmo propósito ou que sejam mais fortes/concentradas de forma a não sobrecarregar a pele no mesmo dia.

- Multimasking - utilizar, numa só aplicação, várias máscaras diferentes consoante as necessidades das zonas do rosto. Por exemplo, usar uma máscara de limpeza na zona T e uma hidratante nas maçãs do rosto.

- Aplicar faseadamente - aplicar primeiro uma máscara, remover e de seguida aplicar outra. Ideal quando as máscaras podem potenciar o efeito umas das outras, por exemplo usar uma máscara esfoliante e de seguida uma hidratante.

 

*nota de pessoa com mau feitio: apesar de poder parecer pelo Instagram, usar risquinhos de máscaras coloridas para parecer um índio não é uma forma de utilização válida ou útil, só serve mesmo para fotos do Instagram e para gastar produto