Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Skin Game

Blogue português escrito por uma profissional de farmácia e dedicado à dermocosmética.

Perguntas frequentes: protecção solar

Já existe cá no blogue um post que fala sobre os melhores ingredientes e sobre os vários tipos de protecção. Aqui vamos responder a algumas das perguntas mais frequentes que me fazem acerca da protecção solar.

 

solares.JPG

 

Qual o factor de protecção que devo escolher?

Dever-se-á optar por um SPF30 ou superior, qualquer que seja o tom de pele. Se eu só pudesse escolher um factor de protecção para existir no mundo, seria o SPF30 – já protege de 97% da radiação e não dá a falsa sensação de segurança do SPF50, que protege de 98% da radiação. Pessoalmente uso SPF50 por ser muito branca e não ter uma pele sensível que posso reagir mal ao SPF50, mas não é necessário fazê-lo.

 

Protecção mineral ou química?

Antigamente para peles sensíveis era sempre recomendada a protecção mineral, com todos os seus defeitos (espalhabilidade difícil, efeito branco na pele e na roupa, etc). Hoje em dia estas características estão atenuadas em grande parte devido à diminuição do tamanho das partículas em processo de micronização ou nanotecnologia. Por outro lado, a protecção solar química evoluiu muito, tornando-se muito segura e apta para peles sensíveis (especialmente as triazinas e triazonas como o Tinosorb ou Univul). No fundo, desde que se escolha o protector com a tecnologia mais avançada, pode-se optar por qualquer um deles.

 

Devo reaplicar o protector solar no dia a dia?

Depende da exposição. O protector solar é degradado mediante contacto com radiação solar, o que significa que se aplicarmos de manhã, formos para o trabalho num escritório sem exposição solar directa (as janelas filtram parte da radiação, mas não toda) e voltarmos ao fim do dia, então a aplicação de manhã é provavelmente suficiente. Contudo, se estivermos expostos a radiação durante um tempo alargado, a recomendação é reaplicar a cada 2h.

 

Os protectores solares são resistentes à água/suor/toalha?

Existem ingredientes que conferem protecção solar que têm maior afinidade para a queratina do que para a água. Isto significa que têm menos tendência a passar da pele para a água, conferindo alguma protecção nestas situações. Contudo, por norma estabelece-se que essa protecção não dura mais de 40 minutos, ao fim dos quais a reaplicação é obrigatória. Qualquer protector deve ser reaplicado após secagem com toalha.

 

Posso aproveitar o protector solar do ano passado?

Como protector solar, não, já que os ingredientes que conferem a protecção degradam-se rapidamente. Não é que o creme se estrague, mas se o compraram como protector solar, já não o vão ter como tal. O período após abertura da maioria dos solares é de 12 meses, havendo alguns que duram 9 (lembro-me, por exemplo, da Bioderma). E antes que me perguntem "e como é que sei se a farmácia não está a vender solares do ano passado?" (juro que já me perguntaram isto várias vezes) - o que interessa é o período pós abertura. Claro que a data de validade também, mas essa basta pegarem na embalagem e verem. O facto do protector ser do ano passado não influencia nada desde que não tenha sido aberto.

 

A protecção solar impede a formação de vitamina D?

Esta é uma questão complicada e há cada vez mais artigos científicos sobre o assunto. Sim, usar uma quantidade adequada de protecção solar diminui exponencialmente a conversão da Vitamina D na sua forma activa (esta conversão dá-se graças à luz UV). Por outro lado, a questão é mais complicada do que isso, porque à medida que vão saindo cada vez mais artigos sobre o assunto, chega-se à conclusão que mesmo em populações muito expostas a luz UV e sem hábitos de protecção solar adequada, continuam a existir défices de Vitamina D. Há também outra parte a ter em conta: não podemos simplesmente parar de aplicar protector solar só porque existe risco de diminuição dos níveis de Vitamina D no corpo. Mantenham estes valores controlados por análises e, se necessário, ingiram suplementos de Vitamina D. Nada justifica aumentaram exponencialmente o risco de melanoma, especialmente quando existem formas de controlar a situação. Até porque uma grande maioria das pessoas que utilizam protecção solar não a utiliza nas doses correctas e há sempre alguma radiação a atingir a pele - e a converter a Vitamina D na sua forma activa.

 

Que tipos de produtos com protecção solar é que existem?

- Protectores solares propriamente ditos (emulsão/creme)

- Protectores para pulverizar/em bruma

- BB/CC Creams

- Hidratantes com protecção solar

- Bases com protecção solar (líquidas/compactas) – aqui não incluo bases em pó, porque é ridículo afirmar que um pó consegue produzir uma protecção solar adequada (sim, estou a olhar para vocês Lush e para todos os pós de maquilhagem com SPF - ganhem juízo)

O único problema de alguns hidratantes e maquilhagem com protecção solar é que utilizam apenas um ingrediente de protecção solar que confere alguma protecção UBA e UVB e podem dizer que tem protecção de largo espectro. Se quiserem optar por um produto que não seja especificamente protector solar, garantam que a "protecção de largo espectro" é garantida por mais do que um ingrediente, já que nenhum ingrediente sozinho consegue cobrir de forma eficaz todo o espectro de radiação.

 

Devo esperar algum tempo entre a aplicação do protector e a exposição ao sol?

No caso dos protectores minerais não há necessidade, no caso dos protectores químicos convém esperar 20-30 minutos entre a aplicação e a exposição solar.

 

Se colocar vários produtos com SPF a protecção aumenta?

Não, se forem aplicados com algum tempo de intervalo para absorção, o factor de protecção é igual ao factor máximo aplicado. Se forem aplicados quase em simultâneo, há um efeito de diluição e pode-se obter um factor mais baixo do que o aplicado teoricamente. Nunca em momento algum os factores de protecção irão ser somados.

 

solares 2.JPG

 

Texturas mais espessas protegem mais?

Não. A protecção solar não está dependente da nutrição - são ingredientes diferentes. A única vantagem numa textura mais espessa é que, exactamente por ser espessa, demora mais tempo a absorver e acabamos por nos aperceber se colocámos ou não protecção em toda a área corporal. Contudo, especialmente no rosto isso é uma questão que nem sequer se põe - se criarem um método de aplicação em que garantem que cobrem todo o rosto, não há razão nenhuma para uma textura espessa proteger mais.

 

Em que passo da rotina aplico o protector solar?

Deverá ser o último passo da rotina de rosto, antes da maquilhagem.

 

Pode-se aplicar protecção solar na zona do contorno dos olhos?

Sim e deve-se, já que é uma zona de pele muito fina que é menos resistente e que facilmente mostra os primeiros sinais de idade. Geralmente indicam-se os protectores minerais como sendo os mais indicados para esta zona - neste caso o efeito de reflexão de luz é prático, pois também ajuda a disfarçar as olheiras e acaba por não ter muitas desvantagens. Um hidratante de olhos com protecção solar já deverá ser suficiente e não é necessário adquirir um protector à parte para esta zona. E sim, apesar de geralmente ser recomendado que o creme seja aplicado na zona do osso, se querem protecção solar na zona do contorno dos olhos, vão ter de aplicar directamente - certifiquem-se apenas que não escolhem um creme muito rico para evitar olhos inchados e mília.

 

É necessário protector solar para o cabelo?

Não é absolutamente necessário, mas como tudo, ajuda. O sol danifica facilmente a queratina que constitui o cabelo, facilitando a quebra e as pontas espigadas. Além disso, os microcristais de sal que ficam no cabelo após as idas ao mar potenciam a acção da radiação, danificando ainda mais o cabelo. Não existe uma escala oficial de protecção solar (como o SPF no caso da pele), mas existem alguns sistemas como o KPF da René Furterer.

 

Existem protectores solares específicos para cicatrizes?

Não, o único conselho no caso de uma cicatriz é aplicar uma protecção elevada - SPF50, de preferência uma protecção mineral (óxido de zinco e dióxido de titânio). Contudo, se a cicatriz for recente, o ideal é não expor ao sol (geralmente recomenda-se evitar a exposição durante 1 ou 2 anos, dependendo do tamanho da cicatriz, porque a exposição solar vai escurecê-la e torná-la mais evidente.

Review: Serozinc da La Roche Posay

Tipo de produto: água termal

Função: calmante, reequilibrante

Ingredientes principais: água termal, sulfato de zinco

Quando usar: após limpeza / após o tónico esfoliante / em SOS / como spray facial

 

Textura: líquido

Aroma: sem aroma

 

Embalagem: garrafa com pulverizador

Quantidade: 150 ml

 

Preço: 11€

Onde comprar: feelunique, Cocoon Center, LookFantastic, farmácias e parafarmácias [comprar]

 

serozinc.JPG

 

Não vou estar aqui com muitas coisas: isto é essencialmente uma água com zinco (aliás, pouco mais tem na composição). E se há produtos extremamente essenciais, este não é com certeza um deles. Se não têm um bom hidratante, um bom SPF ou um bom óleo, invistam primeiro nesses. Contudo, se já têm todos os considerados “essenciais”, então esta é uma óptima opção para explorarem, em particular se tiverem pele oleosa ou acneica.

 

Então, e para que é que serve este produto? Bem, o zinco é cada vez mais reconhecido como um elemento com propriedades antioxidantes e anti-irritantes. Isto significa que, quando adicionado a uma água termal, que já de si tem propriedades calmantes, eleva exponencialmente essas características no produto. Além disso, em peles oleosas tende a equilibrar a produção de sebo. Tudo isto significa que estamos a falar de um produtos estrela para peles oleosas e sensíveis e para peles acneicas.

 

Este é um produto que pode ser confuso principalmente na utilização, não no processo, que é basicamente tirar a tampa e pulverizar o rosto, mas na altura em que deve ser usado. Porque ele pode ser usado em quase todas as alturas. A LRP recomenda a sua utilização como tónico para peles oleosas, ou seja, deverá ser pulverizado após a limpeza. No meu caso (seguindo as recomendações da Caroline Hirons), utilizo-o após o tónico esfoliante como forma de neutralizar um pouco o efeito do ácido ao fim de alguns minutos. Contudo, também pode ser utilizado ao longo do dia como spray facial ou para acalmar a pele reactiva.

 

Em termos de resultados, é um daqueles produtos que não se vê propriamente um resultado, mas se pararmos de o utilizar percebemos que ele faz falta. No meu caso o que noto é principalmente o controlo das borbulhas/irritação na pele. Como tenho dermatite seborreica, a zona do nariz tende a ficar extremamente vermelha e reactiva se a deixar andar, mas este produto ajuda imenso no controlo da DS. Em termos de controlo da oleosidade não noto tanto, mas tenho relatos de experiências de outras pessoas que notaram uma diferença muito grande nesse campo.

 

Assim, não sendo um produto obrigatório numa rotina, é certamente uma boa adição, especialmente em peles oleosas e reactivas. Dito isto, e apesar de ser um produto de uma marca que é vendida em Portugal há décadas, ele não é vendido por cá. Não percebo nem nunca perceberei a reticência da LRP em introduzir o Serozinc noutros países além de França, mesmo depois da procura deste produto ter escalado exponencialmente depois do vídeo da Hirons com as Pixiwoo (de acordo com os relatos, que foram as três que fizeram pressão para ser ele introduzido no Reino Unido). Pode ser que entretanto a marca acorde para a vida e perceba o desperdício que é não ter cá este produto.

Semana SVR na YouLoveYou - 15% de desconto

Capture.JPG

 

 A YouLoveYou está a partir de hoje e até dia 9 com 15% de desconto em três gamas da SVR (a marca não é muito fácil de arranjar e tem o melhor creme de olhos para crises alérgicas de sempre e o produto que uso para tratar a hiperqueratose folicular que tenho nos braços): Xerial, Topialyse e Rubialine.

 

Podem aceder aos produtos em promoção aqui.

 

Topialyse - pele seca, sensível e irritada, incluindo dermatite atópica e de contacto, responsáveis pela irritação e prurido.

Rubialine - pele sensível com tendência a vermelhidão, especialmente indicada no tratamento de rosácea. Proporciona um efeito fresco imediato e prolongado.

Xérial - hidratação intensiva da pele por 24h. Com ureia pura SVR, promove uma ação antidescamação que alisa e suaviza a pele, sendo ideal para tratar hiperqueratose folicular.

Pág. 3/3