Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Skin Game

Blogue português escrito por uma profissional de farmácia e dedicado à dermocosmética.

Notas soltas - fevereiro 2016

Não sei exactamente o que se passou este mês, mas ele voou (e não me parece que 1 ou 2 dias a menos no mês façam assim aquela diferença enorme neste aspecto). A quantidade de trabalho foi imensa, as viagens de carro foram muitas e não sei onde foi parar este mês. De qualquer forma, aqui ficam os registos das coisas que andei a fazer.

 

Leituras

livros_fevereiro16.JPG

 

Reli A Sociedade Literária da Tarde da Casca de Batata, porque finalmente arranjei-o em papel (tinha lido no Kindle). Adoro livros sobre livros e sobre pessoas que gostam de ler, e este é um dos meus favoritos. Depois resolvi ir para mais um sítio seguro e comecei a ler O Menino de Cabul. Já é o terceiro livro que leio do Khaled Hosseini e soube logo desde a primeira página que ia gostar dele. Não sei explicar, mas há um certo conforto em ler livros de autores que já sabemos que escrevem ao nosso gosto, especialmente quando estamos numa fase em que temos menos vontade de ler.

 

Séries

firefly.JPG

Continuo a rever Gilmore Girls e a acompanhar iZombie e How to Get Away With Murder, mas resolvemos terminar de ver Firefly este mês. Já só nos falta ver o Serenity (e depois comprar os quatro volumes de BD).

 

Sítios em Portugal

sitios_fevereiro16.JPG

Como fui passar um fim de semana a Cerveira, desta vez as recomendações são mais vastas. Em Caminha fomos ao Jeni's Diner, um diner de um casal de americanos que se mudou para Portugal. Apesar de não ter achado os hambúrgueres nada de especial, a oferta de snacks é muito apetecível e ainda vou lá voltar para os experimentar. As batatas fritas eram divinais e há a vantagem de terem bebidas que não se arranjam facilmente por cá, como a 7UP de cereja. Além disso, o ambiente é espectacular e super descontraída, coma  filha bebé do casal a fazer as delícias de quem lá estava a jantar, porque estava num bouncer à beira do pai.

Em Cerveira fomos à Pizzaria Toni, que está aberta desde 1985 e serve pizzas em forno de lenha óptimas, bem como um "pão de alho" feito de massa de pizza. Acho que foi o meu sítio preferido até agora em Cerveira e é certo que vou lá voltar.

Dito isto, tenho que referir que Cerveira é linda e tem vistas brutais. Os pais do Nelson têm casa lá, por isso temos ido com alguma frequência, mas se não conhecem a zona e estão à procura de um bom sítio para descansar, não vos consigo recomendar nada melhor e tão perto do Porto.

Numa nota bastante diferente, queria apenas fazer menção a um restaurante de fast food que adoro há meses. O dono do Real Indiana resolveu abrir um restaurante de fast food indiana no Arrábida Shopping chamado Indi Go e eu estou tão viciada naquilo que os funcionários já me conhecem todos (e são extremamento fofos e simpáticos, incluindo aceder a pedidos especiais como a carne já vir cortada para a minha mãe porque ela fez um corte enorme num pulso e tinha dificuldades em utilizar talheres). O menu permite escolher o tip de carne, o molho, o arroz, o naan e ainda traz uma salada. Eu sou muito pouco original e eles também já sabem o meu pedido de cor. chicken tikka masala com arroz aromatizado e naan de alho e ervas. Se forem um dia destes ao cinema no Arrábida, passem por lá, que vale bem a pena e é uma alternativa diferente à habitual comida de shopping.

 

Outras compras

outros_fevereiro16.JPG

É possível que eu ande um bocado viciada em sapatos. Desta vez fui ao El Corte Inglés comprar uns stilettos da Nine West, porque os sapatos são brutais e a marca está a ser descontinuada (e eu este ano tenho dois casamentos e não tinha uns bons sapatos nude). Isto depois de ter comprado um par de Melissas Incense no mês anterior. Agora se calhar já é altura de parar de comprar sapatos de salto alto e comprar as sapatilhas pretas de que estou mesmo a precisar e que devia ter comprado em vez destes...

Entretanto a minha mãe, depois de provar cá em casa umas torradas com doce de maçã bravo de Esmolfe e canela da Meia Dúzia, decidiu comparticipar uma extensão da colecção de compotas cá de casa e ofereceu-me mais duas de melancia e morango (porque esta eclipsa-se num instante cá em casa) e outra de ameixa rainha cláudia com tomilho limão. Cá por casa já existiam também os de cereja do Fundão com lima e o de pêra rocha com baunilha. Acho que é fácil de perceber que gosto mesmo das compotas da marca. Podem encontrá-las na loja da marca no MarShopping, mas eu até costumo comprá-las na Saboriccia na Rua de Santa Catarina.

Passatempo Dia do Pai - novo óleo Black Rum da Barba Brada

bb-black-rum.jpg

 

A Barba Brada já não é nova por cá, podem espreitar esta empresa portuguesa dedicada aos nossos barbudos neste post sobre a marca e também nas sugestões de Natal para homem. Depois do feedback extraordinário que tive dos produtos por parte de um amigo barbudo, sabia que tinha de dar destaque a estes produtos. É que a brincar a brincar, todos os homens da minha vida são barbudos (pai, irmão e namorado). E agora que o Dia do Pai se está a aproximar, queremos dar-vos a oportunidade de ganhar o novo óleo da marca, o Black Rum. Seja para uso próprio ou para oferecer a alguém de quem gostam muito.

 

Bem vindo à Barba Brada 3.0. Desconstruímos os nossos óleos, para voltar a juntar tudo com ingredientes melhorados - e com isso, uma nova imagem. Mas não te deixes enganar pelo frasco minimalista. O Black Rum é o óleo mais complexo que criámos até à data. Com um aroma inspirado na bebida - mas a mesma leveza, hidratação, e condicionamento de sempre - o Black Rum é aquilo que a tua barba precisava há muito.

 

O The Skin Game e a Barba Brada têm para vos oferecer 3 embalagens do novo Black Rum. Para se habilitarem a ser um dos vencedores, só têm de seguir o The Skin Game e a Barba Brada no Facebook e partilhar este passatempo de forma pública no Facebook. Depois é só preencher o formulário e esperar que a sorte bata à porta!

 

Regras: O passatempo tem início hoje e termina no dia 10 de Março às 23h59. As partilhas deverão ser feitas em modo público para serem válidas, só é permitida uma entrada por pessoa e apenas poderão concorrer pessoas que tenham morada em Portugal Continental ou ilhas. O vencedor será escolhido via random.org, será divulgado neste post assim que possível e será contactado via e-mail através do contacto que fornecer, tendo 72 horas para reclamar o prémio. Caso não seja reclamado em tempo útil, o sorteio voltará a ser efectuado e um novo vencedor será seleccionado.

 

 

passatempo black rum vencedores.PNG

 

Parabéns à Lénia, Sofia e João! Em breve serão contactados por e-mail!

À conversa com a Catarina do A Girl in Mint Green

Para variarmos isto do habitual "o que é que a Ana acha sobre coisas", resolvi fazer umas perguntas giras às minhas bloggers preferidas. Não só porque acredito que há espaço na blogosfera para toda a gente e que só ganhamos com a partilha de boa informação, mas também porque eu quero mesmo saber estas coisas sobre elas.

 

Sendo assim, abram-se as alas para mais vozes neste blogue e vamos dar as boas vindas à primeira convidada desta rubrica, a Catarina do A Girl in Mint Green. Fiquei a conhecer a Catarina porque convidei-a para um evento da Youth Lab em Novembro (apesar de entretanto termos chegado à conclusão que na altura em que eu vivia com colegas de casa uma delas era uma amiga da Catarina, sendo que ela chegou a ir lá... porque o mundo é uma ervilha). Além de ter um blogue espectacular que foi parar imediatamente à minha lista do Inoreader, a Catarina é uma fofa e tem uma wishlist de batons parecida com a minha. 

 

Sem mais demoras, aqui vem ela:

 

11953288_1100989903262857_6580648426455756505_n.jp

 

Ser blogger muda-nos os hábitos. Quais foram as mudanças mais notórias na tua vida e nas tuas rotinas?

Actualmente, uma boa parte do meu tempo livre é dedicada ao blogue, seja a escrever posts ou a fotografar. Ou até mesmo a visitar outros blogues! Como tal, passei a ter menos tempo livre para outros hobbies, como por exemplo ver um filme ou ler um livro. Mas não me arrependo absolutamente nada. Sinto que o tempo que direcciono para o blogue é muito bem empregue, porque não só estou a fazer aquilo que gosto, como também estou a melhorar as minhas soft skills. Desde que tenho o blogue sinto que sou uma pessoa mais organizada, que gere melhor o seu tempo e aprendi uma data de coisas novas. Evolui na minha escrita, fotografo melhor, interessei-me sobre marketing e ainda conheci pessoas fantásticas (tu incluída, Ana!). Resumidamente, tenho menos tempo livre, mas é tempo para fazer o que gosto.

 

Apesar de experimentares muitas coisas novas, há aqueles produtos que continuas a ter sempre à mão. Quais são esses produtos?

Os produtos que nunca deixo que faltem no meu stock são sobretudo os produtos capilares, como por exemplo os meus champôs de tratamento (sobretudo o Kerium da La Roche-Posay) e até mesmo os suplementos anti-queda. Esses nunca podem mesmo faltar! Já para o rosto, nunca falta uma água micelar da Bioderma para a limpeza e um Effaclar Duo para me ajudar nas alturas de crise (malditas borbulhas!).

 

Se pudesses escolher um produto no mundo para receberes e testares, qual seria?

Esta é tramada... São tantos, minha gente, tantos! Mas aquele que anda debaixo de olho há imenso tempo é o Blemish + Age Defense da SkinCeuticals. Eu sei que estou a ser um bocado tótó, visto poder escolher qualquer produto no Mundo e estou a optar por um que existe ali na farmácia da esquina. Mas é um produto que quero mesmo experimentar e ainda não o fiz porque ele não é amigo da minha conta bancária.

 

Quais são os posts que te dão mesmo gosto escrever e que te saem num instante?

Curiosamente, os posts que me dão mais gosto escrever são os que não me saem assim num instante. E são eles os da minha rubrica SciSkin. Nesta rubrica tento sempre abordar o skin care de um ponto de vista mais científico, seja algo sobre a pele em si, ou sobre alguns ingredientes cosméticos. No entanto, fico sempre na dúvida se as pessoas estão a perceber o que eu lhes estou a dizer, quando começo com a minha conversa de cientista. Como tal, perco algum tempo a rever a escrita e adaptar as palavras para um contexto mais informal. Mas esse tempo perdido vale a pena porque é algo que me interessa mesmo. Um dia ainda hei-de ter a minha empresa de produtos de skin care, oh se hei-de (sonhar ainda não paga imposto).

 

Há alguma batota que faças e que tens relutância em admitir (numa de faz o que eu digo e não faças o que eu faço)?

Claro que sim! Eu sou SUPER preguiçosa com a hidratação do meu corpo. A minha rotina de rosto é sem dúvida a rainha, com direito a tudo e mais alguma coisa. Do pescoço para baixo... Opa está tanto frio, percebes?

 

Este ou aquele:

- fotografar logo os produtos ou usar primeiro? Tento fotografar primeiro mas uma boa parte das vezes a curiosidade fala mais alto.
- posts ou vídeos? Posts.
- aproveitar produtos acessíveis ou investir em produtos caros? Mais recentemente tenho tentado investir em produtos mais caros. Nem sempre os produtos mais caros são aqueles que garantem os melhores resultados, eu sei disso. Existe muita publicidade enganosa por aí. E também fico mesmo feliz quando descubro uma pechincha que funciona às mil maravilhas. No entanto, todos nós sabemos que produtos com ingredientes de melhor qualidade irão ser mais caros. E eu prefiro ter um produto que funcione mesmo e seja mais caro, do que um barato que fique aquém das minhas expectativas.
- maquilhagem ou skincare? SKIN CARE!
- rotina rápida ou "hora da pele/maquilhagem"? Sempre que possível, hora da pele. Durante a semana é complicado, pelo que tento ter uma rotina rápida mas eficaz. Mas ao fim de semana a coisa muda de figura e venham as máscaras hidratantes, as esfoliações, os séruns...!

Primeiras impressões: Drops of Youth da The Body Shop

drops of youth body shop.PNG

 

A gama Drops of Youth é uma das minhas preferidas da The Body Shop (juntamente com a Oils of Life), por isso é sempre com curiosidade que recebo as novidades referentes a ela. Desta vez, além de embalagens renovadas (e de um aspecto novo para o sérum estrela da marca), a The Body Shop lançou também dois novos produtos: uma essência e um hidratante. Apesar de gostar de algum tempo para fazer review, deixo-vos já as minhas primeiras impressões sobre os três produtos que recebi.

 

Drops of Youth Concentrate - as originais "drops of youth", produto do qual derivou toda a gama. O sérum apresenta-se agora com um conta-gotas standard em vez do sistema em que tínhamos de carregar na tampa, e está disponível em três tamanhos: 10, 30 e 50 ml. O sérum tem uma textura muito leve e continua a ser um produto com muita qualidade e óptimo para combater as primeiras rugas. Pessoalmente gosto mais desta embalagem, não só pela simplicidade de design, mas também porque sou fã confessa de produtos com embalagem conta-gotas com pompete.

 

Drops of Youth Cream - o meu favorito dos três. Tem um aroma absolutamente divinal e fresco, e a sensação na pele após aplicação é de uma frescura incrível. A minha pele mista adorou-o, mas estou a reservá-lo mais para a fase da primavera, pois é tão fresco que agora nem dá muita vontade de colocar. A textura é de uma emulsão leve e fácil de espalhar, não gordurosa. Se têm pele seca vão provavelmente achá-lo pouco nutritivo, mas se a vossa pele for semelhante à minha então têm aqui uma boa opção.

 

Drops of Youth Essence Lotion - esta loção confere uma camada extra de hidratação à pele e é ideal para dias em que sujeitámos as nossas peles a agressões como ar condicionado ou frio e vento intensos. Acho a textura um pouco espessa demais para o meu gosto, mas a verdade é que resulta e a pele fica mais hidratada com este passo. Para peles secas, é sem dúvida um produto a ter em conta, especialmente se tiverem muita tendência a desidratar.

Pág. 1/4